Thiago Sogayar Bechara lança seu novo livro de poesias “Literatura de Quintal” no dia 4 de setembro de 2013, na Casa das Rosas, em São Paulo.

22 07 2013
capa-2d

“Literatura de Quintal” (Editora Patuá, 2013 – Poesia)

 

 

Está agendado para a quarta-feira do dia 4 de setembro de 2013, das 19h às 21h45, o lançamento do mais recente livro do poeta, jornalista, biógrafo e apresentador Thiago Sogayar Bechara, que será na Casa das Rosas (Av. Paulista, 37, São Paulo). “Literatura de Quintal” (Ed. Patuá, 2013 – R$ 30,00) traz o material poético acumulado pelo escritor nos últimos dez anos, desde que lançou seu último trabalho no gênero da poesia pela Ed. Zouk, “Encenações” (2004), com prefácio do jornalista Heródoto Barbeiro. De lá para cá, Thiago lançou 3 biografias, um estudo sobre as pedagogias da arte circense, estreou seu programa de entrevistas Memória Brasil (www.tvgeracaoz.com.br) e está preparando a primeira edição de seu romance, seus contos e mais uma biografia no forno.

Em “Literatura de Quintal”, o autor revisita com o olhar amadurecido as temáticas de sua memória afetiva, ligadas às vivências interioranas que teve no município de Ribeirão Claro-PR, onde ainda hoje tem parte de sua família. As relações oníricas estabelecidas entre a dinâmica da pequena cidade e suas bases econômicas rurais dá ao poeta o material necessário para que se estabeleçam metaforicamente os contrapontos da própria vida. Vida e morte, cidade e campo, aparência e interioridade, espiritualidade e amor carnal, são apenas algumas das maneiras com que a dialética de nossas existências se organizam esteticamente, nos poemas de Bechara.

Contemplando poesias escritas desde 2002 até 2013, a edição desta antologia, assinada por Eduardo Lacerda, da Editora Patuá, inclui a capa da poeta e artista plástica brasileira Leda Senise, residente em Londres, em foto feita na Sicília, sul da Itália. Leda também é a autora do prefácio do livro, em que, numa espécie de justificativa poética para a escolha da imagem, menciona, entre as identificações encontradas entre eles, a “memória de muros que libertam a imaginação e prendem por isso mesmo, porque nos dá dimensões diferentes em sua palidez nua… a memória das sensações despertadas pelo ruído da chuva a escorrer nas calhas dos casarões da infância, o que imediatamente me trouxe a memória cinzenta das tardes de inverno paulistano na casa paterna”.

O trabalho gráfico de “Literatura de Quintal” ficou por conta de Leonardo Mathias, parceiro da Patuá em suas sempre bem sucedidas opções visuais, o que vem contribuindo em grande medida para a identificação visual dos livros lançados pela editora, referência de sensibilidade e sofisticação.

Saiba mais sobre o livro e o autor nos links abaixo:

http://www.editorapatua.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=179

www.thiagobechara.com.br

Literatura de Quintal

Anúncios




O rio e a vida

20 05 2007

Vem o céu beber nesse rio
Vai-se o dia prosseguindo a vida.
Inzoneiro como corre o rio.
Displicente como ocorre a vida.

Sem prever onde é que morre o rio,
nem saber onde deságua a vida…

Se o ventre de onde brota o rio
é o mesmo que gerou a vida,
permitiu que renascesse o rio,
deu, ao rio, o poder dessa vida,
essa vida é um pedaço do rio.
Esse rio é o começo da vida!

Encenações, 2004, Editora Zouk.
Thiago Sogayar Bechara





Auto-Retrato

19 05 2007

Sou minha canção que foge lenta
Sou meu sentimento desse instante
Um cheiro qualquer, mais lancinante
Que o da brisa mansa da tormenta

Sou quando tu abres as janelas
E as poças de luz que, ao chão, derramas
Todo este rumor que há nas capelas
E o amor por ti de alguém que amas

Sou somente espectro, refúgio
Este é meu mais fiel amuleto
E de todos os meus eus dos quais só fujo

 Não fuji desta certeza que me deu
(e enchi de alma e pranto este soneto):
De que tudo o que me assalta sou só eu!

 Encenações, 2004, Editora Zouk.
Thiago Sogayar Bechara

 Foto: Thiago Sogayar Bechara